Confira 6 dicas para redução de custos fixos

Muitos empresários que buscam diminuir os gastos de um negócio põem o foco, principalmente, nos custos variáveis. Porém, existem estratégias para a redução de custos fixos da empresa que podem contribuir de forma significativa para aumentar a rentabilidade do negócio.

Os custos fixos são aqueles que não podem ser retirados das contas de uma empresa e acontecem periodicamente, como aluguel, salários de funcionários, impostos e serviços como internet, água e eletricidade. Apesar de não ser possível retirá-los dos pagamentos mensais, pode-se reduzi-los.

Pensando nisso, listamos seis dicas para você alcançar a redução de custos fixos na sua empresa! Confira:

1. Comece com um bom planejamento

Uma forma simples e eficaz de reduzir esses valores é ter uma boa organização financeira, listando todos os custos do negócio, datas de pagamento e características de contrato.

A organização das informações permite completa visualização dos custos, facilitando o planejamento da empresa, evitando atrasos e caixa negativo.

2. Adote formas de evitar o desperdício

Procurar formas de otimizar as ações, aumentar a produtividade interna e evitar o desperdício de materiais e estoque é essencial para quem busca a redução de custos na empresa.

Para isso, o uso da tecnologia pode ser uma boa estratégia, além da dedicação de tempo para analisar as decisões tomadas, como nos valores de estoque, e, com base em dados de séries históricas e previsões que alguns softwares de gestão podem fornecer, tomar decisões mais assertivas de gestão de compra.

3. Negocie com fornecedores

Um bom relacionamento com os fornecedores facilita no momento de negociar prazos, preços e formas de pagamento, maneira muito eficaz de driblar momentos difíceis para a empresa. 

Em caso de relacionamento de longo prazo, isso é mais simples, mas, para que você não dependa apenas da boa vontade de um fornecedor, é importante, assim que firmar parcerias e contratos, avaliar a flexibilidade deles, para garantir que nessas situações a empresa será ajudada.

Além disso, outra forma de economizar com os fornecedores é buscar oportunidade de permuta, transformando o seu fornecedor em cliente, beneficiando os dois lados.

4. Invista em manutenção preventiva

Custos inesperados com manutenção de equipamentos são mais caros do que investir em manutenção preventiva. Adote essa prática para não ser pego de surpresa com gastos não programados e não prejudicar o funcionamento do negócio.

Confira a necessidade de manutenção preventiva de cada utensílio, máquina ou equipamento usado na empresa e coloque esse custo no orçamento.

5. Repense a forma de remuneração da equipe

Uma maneira muito comum de economia de custos adotada em diversos setores, incluindo o de alimentos, é a mudança na forma de remuneração da equipe, usando um método de fixo mais variável, pelo qual o funcionário aumenta seu pagamento conforme o desempenho. 

Essa é uma prática usada para transformar custos fixos em variáveis e gerar economia no negócio em uma das variáveis que mais pesam no orçamento de uma empresa, a remuneração dos funcionários.

6. Considere a terceirização de alguns serviços

Nossa última dica é a consideração da terceirização de alguns serviços da empresa que não são o core business do negócio e podem gerar uma redução de custos enorme. Para isso, avalie o que não afeta diretamente o produto ou serviço entregue e pode ser terceirizado, como os departamentos jurídico e contábil, por exemplo.

Siga estas dicas para redução de custos fixos na sua empresa! E não deixe de nos acompanhar nas redes sociais para não perder outros conteúdos como este! Estamos no Facebook, YouTube e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Cadastre-se em nossa Newsletter:

Share This