Como escolher café para o meu restaurante?

Um dos hábitos mais consistentes do brasileiro é tomar aquele cafezinho depois do almoço. Há quem diga que a bebida, após as refeições, atrapalha a absorção de ferro pelo organismo, mas a grande maioria das pessoas parece não se importar – ou simplesmente não consegue resistir.

Nos restaurantes, quando o café já está pronto e aquele aroma invade as mesas, é ainda mais tentador. Mas, para não decepcionar o cliente no primeiro gole, é preciso saber como escolher café para agradar aos mais diversos paladares.

Por isso, apresentaremos agora alguns detalhes que você precisa observar ao definir a marca e o tipo do café para servir no seu restaurante.

Fique atento à qualidade do grão

A maioria dos cafés disponíveis nos supermercados são supertorrados, com o objetivo de esconder os seus defeitos. Ou são muito ácidos, ou muito amargos, ou têm pouco sabor. E, para consertar esse sabor, haja açúcar (cafés de qualidade não precisam sequer ser adoçados)!

Aqui, não adianta reduzir custos. Procure um pó de qualidade superior, com grão torrado e moído, para oferecer aos seus clientes, pois eles merecem. E, se quiser tornar o momento do cafezinho ainda mais especial, compre os seus próprios grãos para moer na hora. Só o aroma já será inesquecível!

Combine o café com o cardápio

É possível fazer verdadeiras harmonizações de cafés com o seu cardápio e até mesmo com as sobremesas, diferenciando o atendimento do seu restaurante.

A regra básica é a mesma de qualquer outra harmonização: pode ser feita por semelhança (quando o sabor do alimento completa e acentua as notas do café) ou por contraste (quando a comida completa o que falta no café, como acidez, doçura ou corpo).

Ofereça um bom café ao servir pães, tortas, quiches, doces e também pratos mais ousados, como carnes adocicadas e gordurosas.

Tenha mais de uma opção de café

É importante ter, com o café, o mesmo pensamento que você certamente tem com a comida do seu restaurante: esteja preparado para agradar aos mais variados paladares.

Para isso, aposte em grãos de diferentes origens e apresente-os aos seus clientes conforme as escolhas do cardápio. Com certeza, essa delicadeza ajudará no processo de fidelização.

Por exemplo: cafés da América Latina combinam com sobremesas que contenham chocolate, caramelo e doces. Os cafés africanos harmonizam com sabores cítricos e bebidas geladas. Já os cafés da região Ásia-Pacífico são mais encorpados e vão muito bem com pratos à base de especiarias (pimenta, cardamomo, canela, entre outros) e queijos.

Encontre o fornecedor ideal

Uma boa dica para não errar na compra do café para o seu restaurante é apostar nos grãos 100% arábica. Apesar de mais caros, eles são produzidos a partir do melhor do café e fazem toda a diferença na hora de degustar.

Procure também por fornecedores confiáveis, que sempre vão garantir o melhor produto por um preço justo. Especialmente no mercado de café no Brasil, em que são vendidos grãos ruins, verdes e de baixa qualidade, é preciso ter a atenção redobrada.

Com esses cuidados, você estará pronto para saber como escolher café e agradar ainda mais a sua clientela. Há quem sirva a bebida ao final da refeição acompanhada de um copo com água comum ou com gás (para limpar o paladar que vai beber o café) e um biscoitinho (para incrementar o sabor deixado pela bebida). Não custa nada caprichar, não é verdade?

E, para agradar o seu cliente desde o início da refeição até o cafezinho, acompanhe mais um de nossos artigos, que aborda a montagem de um cardápio inesquecível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Cadastre-se em nossa Newsletter:

Share This